A Associação Arte em Osso e o Grupo Mãos a Obra produzem peças artesanais em Jardim, MS. As matérias-primas de reaproveitamento como osso, madeira e couro são transformadas em belas peças utilitárias, unindo traços da iconografia regional com formas modernas, graças à intervenção de designers como Valério Vinaccia e Lars Diederichsen. O artesanato, apoiado pela Prefeitura Municipal e pelo Sebrae MS, representa uma oportunidade de renda direta para mais de 50 pessoas.

21 de Março de 2005

NOVOS PRODUTOS

Foram cadastrados 25 novos produtos na Associação Arte e Osso e 9 novos produtos no Grupo Mãos a Obra. São utensílios domésticos como porta copos, tábuas, petisqueiras, porta guardanapos, jogos de palitos, descansos, conjuntos de talheres, saladeira e etc.

Clique em Associação Arte e Osso e Grupo Mãos a Obra e confira tudo isso.

 


História do Artesanato em Osso

A história da criação do artesanato em osso de Jardim começou em 2001. A Prefeitura buscava um projeto que fosse integrado com as principais atividades econômicas do município tais como o turismo e a pecuária, mas principalmente o desenvolvimento econômico e social de Jardim através de projetos que proporcionasse geração de emprego e renda.

Surge então a possibilidade de trabalhar em parceria com o SEBRAE/MS, onde um diagnóstico levantou a possibilidade de promover a atividade artesanal. Identificou-se que o osso é encontrado com fartura e de aquisição fácil, já que a pecuária é a base da economia de Jardim.

A identificação do osso como material abundante no município, antes utilizada unicamente para a fabricação da ração, com baixo valor agregado e de baixa utilização de mão de obra, começou a ter um valor importante quando transformado em pecas artesanais.

Optou-se pela elaboração de produtos que pudessem traduzir a cultura local e regional, ressaltando valores e crenças nos traços, aliados a um design inovador como fator de diferenciação e de competitividade de mercado. Cada peça possui um elemento singular que retrata de alguma maneira a história de Mato Grosso do Sul, através da iconografia.

Ressaltamos ainda a utilização do produto como aplicativo na moda, na confecção de utilitários domésticos e em peças decorativas, unindo o conceito de beleza com o prático/utilitário. Todas as peças foram desenvolvidas na comunidade em workshops com designers, como Valério Vinaccia e Lars Diederichsen, dentro do programa de apoio ao artesanato do Sebrae/MS.

O artesanato de Jardim e confeccionado a partir de matérias-primas selecionadas, respeitando ao máximo o meio-ambiente. Os osso provém de açougues e frigoríficos com selo da vigilância sanitária; a madeira e coletada em marcenarias e madeireiras da região, assim como de fazendas que extraem a madeira com autorização do Ibama.

O projeto social da Prefeitura Municipal, chamado Mãos à Obra, permite aos jovens a possibilidade de aprender uma profissão, alem de complementar a renda familiar. A Associação Arte e Osso, foi formada por artesãos anteriormente capacitados e que hoje tem no artersanato sua principal fonte de renda. Outros grupos, como a Associação Mor, também fabricam e comercializam pecas feitas a partir do osso e do reaproveitamento de madeira.

Benefícios à Sociedade

  • Geração de ocupações com aproveitamento de mão-de-obra local contribuindo com o aumento da renda familiar.
  • Capacitação e aperfeiçoamento da renda familiar.
  • Desenvolvimento Cultural.
  • Elevação da auto-estima da comunidade.
  • Processo de Inclusão Social que dá oportunidade para pessoas portadoras de deficiência física, bem como ex-usuários de drogas e ex-presidários.
  • Utilização de tecnologia limpa.
  • Todo produto é aproveitado na geração de outros produtos.

Benefícios aos artesãos:

  • Trabalho em grupo e cooperação.
  • Desenvolvimento do espírito associativo.
  • Participação de todos nas decisões das ações a serem implementadas pelo grupo.
  • Integração com outras famílias; Vida social ativada e incentivada pelo grupo.
  • Participaçào de eventos fora do município, oprtunidade que muitos artesões não teriam por falta de condições financeiras.
  • Aumento da renda familiar.